Medidas Emergenciais do Governo: INSS, FGTS, Simples Nacional

Mais de 140 bilhões de reais serão injetados na economia nos próximos meses a partir de diversas medidas adotadas pelo governo com caráter emergencial!

As principais medidas são relacionadas ao incentivo ao consumo no curto prazo e ao combate à pandemia do coronavírus. As principais medidas são:

Antecipação da segunda parcela do 13 salário para aposentados e pensionistas do INSS para maio, um incentivo para a economia de 23 bilhões de reais.

Injeção de 12,8 bilhões de reais transferidos dos valores não sacados do fundo PIS/PASEP para o FGTS. A distribuição destes recursos ainda não foi definida, porém os saques imediatos de R$500,00 continuam com o prazo até 31 de março.

Possibilidade de inclusão de 1 milhão de novos beneficiários no bolsa família, gerando um impacto de 3,1 bilhões de reais.

No Simples Nacional as medidas visam desafogar as pequenas e médias empresas como: diferimento do prazo de pagamento do FGTS por 3 meses, diferimento da parte da União no Simples Nacional por 3 meses e redução de 50% nas contribuições do Sistema S por 3 meses. O que gera mais de 52 bilhões de reais de impacto.

No combate à pandemia do coronavírus, serão destinados 4,5 bilhões de reais retirados do fundo do DPVAT para o SUS além de redução a zero das alíquotas de importação para produtos de uso médico e hospitalar.

Grande abraço!

 

Nenhum comentário

Adicione seu comentário